segunda-feira, 2 de março de 2009

Felicidade

Sou feliz. E demorei a perceber. Preferia me atracar com o oposto. Foi uma briga dura e fui vencida. Vivia de sonhos. Mas a realidade se mostrou, nua e crua. E não deu mais pra fugir. A felicidade me invadiu em um momento em que não mais esperava. Foi quando finalmente parei para refletir, racionalmente. Sim, porque sempre fui irracional. Achava que a felicidade era efêmera, que era feita somente de momentos. Acordava um dia e algo de bom acontecia. Sou feliz! No outro dia, o mau humor se instaurava, alguma coisa dava errado, dia ruim no trabalho, briga com o namorado. Pronto, sou infeliz.

O que é a felicidade afinal? Felicidade plena?

A felicidade é um estado de espírito. Mas vai além disso. Estar vivo, com saúde, já é motivo para estar bem. Ter uma casa com cachorro, amigos, família que te acalenta, já soma bons pontos no quesito felicidade. E o veredito final vai para a plenitude, sentir-se completo como ser humano. E isso independe de emprego, dinheiro ou amor. Tem a ver com consciência da própria vivência, tem a ver sim com comparação. Quando você se compara a tantas pessoas com problemas incrivelmente duros, passa a minimizar seus próprios problemas, e perceber que é feliz. Tem a ver com serotonina, que, mesmo em níveis descontrolados, pode ser facilmente transposto, se você encarar que qualquer problema químico tem solução. E procurar ajuda. E sempre tem alguém disposto a ajudar.

Felicidade é viver com um sorriso no rosto. Não um sorriso falso. O sorriso exposto pelo prazer em estar vivo. Por saber que Deus, independente de religião, está ao seu lado e, mesmo assim, que a sua energia, positiva ou negativa, só depende de você. De como você quer encarar a vida.

Ser feliz é querer ser feliz. Como já dizia o poeta, "a felicidade é como a gota de orvalho numa pétala de flor. Brilha tranqüila, depois de leve oscila. E cai como uma lágrima de amor..."

Feliz vida a todos!

5 comentários:

carlos disse...

LINDO!!FILHA!!
BEIJOS,
SEU PAI

Paulo Tamburro disse...

Carol,e muito mais do que tudo isto, é ter um pai de plantão a mandar-lhe beijos, perpetuando assim ,o afeto de valor eterno.

Isso é vida!

carlos disse...

PAULO,
OBRIGADO PELO ELOGIO!NOSSA FAMILIA,GRAÇAS A DEUS É MUITO UNIDA.SAO 2 CASAIS 1 NORA,E OS CACHORRINHOS(COCKIE E JONNY).
UM ABRAÇO,

CCL disse...

Gostei!!!

Carol Monteiro disse...

Ahhh...se eu soubesse como é bom ter um blog, teria feito antes! Exposição completa, satisfação garantida! :-P